Espera aí

A sala de espera de um hospital é uma coisa gira. Estou a brincar. A sala de espera de um hospital é uma coisa mega espectacular de gira. De qualquer das formas não estou arrependido. Pude, com alguma tranquilidade, comer dois queques de cenoura e beber três meias de leite. Alimentar-me como um humano, já que ultimamente tenho feito muito refeições à base de sangue fresco, daquele que não vai à panela. O avô também era assim, tinha eu sete meses quando me levou à tasca do Emílio. Dois shotes mosanguito e um pratinho de caracóis, nunca mais me esqueço. Bom, mas concentremo-nos no que interessa.
Éramos quatro, quer dizer, comigo cinco. Se contarmos com o Jorge e a Sónia que estavam na televisão, éramos sete. Não vou contar com o auxiliar que arrastava os pés. Umas socas verdes de plástico cheias de furinhos para o chulé, depois quem se lixa. Quer dizer, o tipo chamava por um tal de Albano Soares Pereira, mas nada. Provavelmente um tipo muito mais esperto do que nós. A pescar ou no horto da Boavista, ali é que não. Fedor hospitalar como deve ser. Alguns cartazes interessantes que nos avisavam que o mais certo é sermos portadores de diabetes tipo2, tuberculose, gripe das aves e obesidade mórbida. Cancro da mamã, do colo do útero e acho que mais nada. É, acho que não, pelo menos naquela sala. Foi então que dei um espirro e a sala inteira olhou para mim. Logo depois, o segundo espirro. A Sãozinha levantou-se e estendeu-me um lenço de papel. Não tinha ranho nem nada. Tinham sido uns espirros inocentes, daqueles pouco aventureiros que não saem da casa da partida. De qualquer das formas, com medo das represálias, aceitei a oferta. A Sãozinha diz-me baixinho
“Ouça uma coisa, o senhor não tem culpa, mas isso passa os micóbrio à gente.”
A Sãozinha estava sentada numa cadeira que estava paralela à minha, falamos numa distância de três, quatro passos largos.
“Eles voaram até aí, foi?”
“Vem para o Doutora Glória?”
“Não.”
“Ah.”
Olhei para o meu lado esquerdo e, sobre a mesa, um folheto interessante, Associação de obesos e ex-obesos de Portugal. Hum. Isto está a melhorar.
“Mas é alguma coisa no coração, é?”
Na televisão o Jorge dá 1500€ a uma Sãozinha que teve a habilidade de ter uma porrada de netos.
“Sofro de uma coisa estranha.”
Uma mosca rodopiou no espaço que existia entre o meu queixo e o nariz da Sãozinha. Fiquei à espera que a Sãozinha soltasse a língua, A que horas vai morrer? Sofrer muito ou só um bocadinho? Vou ser cremada e o senhor? Desta vez até o tipo das socas aos furinhos punha os olhos em cima do meu colete de malha verde seco e descia um bocadinho até às minhas mãos quietas que seguravam, desinteressadas, o terço do queque de cenoura que estava por comer.
“Tenho dois corações.”
“Credo!”
Agora o chão, o tecto, o que estava para lá do cimento e das portas, tudo sem se ouvir. Ah! Pela primeira vez o barulhinho do meu estômago a espreguiçar-se. Foram precisos poucos segundos para que a Sãozinha se tivesse afastado, voltando ao seu lugar. É então que ajeita o saco plástico que tem a seus pés. Alguma blusinha fresca, muito jeitosa, comprada nos chineses. Para a próxima, aquele servicinho de chávenas de café para oferecer ao Quim que faz anos já para o primeiro de Maio. O tipo das socas aos furinhos a esboçar o que parecia ser um sorrisinho cúmplice muito irritante, algo muito próximo de uma grande carícia ao seu ego, uma exaltação à sua inquestionável inteligência, claramente superiror à daqueles parvos todos. A expressão da minha face inalterável. Só depois da trinca no queque de cenoura é que talvez, digo apenas talvez, possa ter ficado a ligeira impressão de que me estava a rir.

7 comentários:

Anónimo disse...

grande, espantoso regresso do Antunes

e isso dos 2 corações não deve ser peta, eu sempre suspeitei do fenónemo


a) Peny Cilino

manuela disse...

A Sãozinha é que é a verdadeira Auxiliar, muito mais do que o sujeito dos socos verdes.Auxilia mesmo a sério o SNS, poupa muito trabalho à Drª Gloria:
Profilaxia - educação dos utentes quanto ao perigo dos espirros
Diagnóstico - já o fez, tem dois corações
Tratamento - vai ser incenerada

Agora já não tenho a certeza, os socos eram verdes ou aos furinhos?

Axpegix disse...

Excelente regresso... há que escrever mais! ;)

Sara disse...

entao mén? nao orientas um desenvolvimento à cena?

Anónimo disse...

Vá lá já estou farta disto. Uma pessoa vem aqui e isto está sempre na mesma. Então mais vale desligar de vez.

disse...

Antes de mais parabéns pelo blog!
Continue com o bom trabalho!
Convido-o agora a visitar:

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Futebol e política num só!
Actualizações diárias!
Já agora se quiser adicionar à sua barra de links laterais esteja à vontade para o fazer!
Obrigado!

Pedro Guerreiro disse...

fique por aqui.