Olho de chimpanzé

Conta-se que a minha tia-avó, no dia do casamento, para além de estar a sofrer dos pés, quiçá uma unha encravada ou um joanete na fase do armário (não há provas), estava, e em relação a isso existem registos fotográficos que o comprovam, estava, definitivamente sendo alvo ou, melhor dizendo, sendo portadora, assim é que é, sendo portadora de um considerável e proeminente treçolho. Até bem recentemente acreditei que o treçolho não figurasse naquela lista de coisas terríveis que nos podem ser herdadas por uma tia-avó. Estava redondamente enganado. Hoje, carrego um treçolho bem adolescente no olho direito. Não é, de todo, desagradável, apesar de me retirar quase total visibilidade e, de vez em quando, largar um pus idêntico ao mel, só que menos doce (já provei). Parece assim, é como se tivesse um chimpanzé nas costas, só que no olho. Querendo ser optimista.. não, não consigo.

3 comentários:

[:sara:] disse...

C'horroreeee, o germe do estafilococo! Vai de pôr muito colírio, pomada antibiótica e anti-inflamatório! C'horroreeee...

maricoks disse...

bota terricil mana

C. disse...

Ewwwwwwwwwww, "já provei", ewwwwwwwwww!!!