Doce extracção

A coisa mais estúpida que ouvi, veio da televisão, sob um anúncio a um supermercado. Provavelmente, o burro sou mesmo eu, e isto já estava a ser feito há muito tempo. Às tantas, nas catacumbas dos armazéns, rapazes e raparigas equipados como deve ser procederam discretamente à mega operação a que, por motivos óbvios, intitularam: “doce extracção”. Quem as quer?


Uvas sem grainha, no pingo doce, a 2,99€ o quilo.

1 comentário:

a arte não é igual disse...

Eu vi essas uvas sinistras, no sítio do costume, peguei numa caixa de plático imaculada com umas uvas hiper-realistas e até comentei com o meu chef: "olha que uvas tão apetitosas!" quando aproximei o caixotinho às nossas carinhas reparamos que estava escrito no auto-colante: "UVAS SEM GRAINHA"!?!
Não acredito!
"Isto até deve ser pecado!?" ao que o chefe concordou!
Essas também não vou comprar! Apoiado!